Mudanças

By Cleide Canton Garcia

Rostos misturados na multidão,
passos indo e vindo,
ressonando,
chuva fina que levou tempo a cair,
nuvens escuras cheirando a saudade...

Remover o mofo, o bolor,
jogar fora as lembranças,
abrir as portas e janelas,
trocar as cortinas e a cor da parede...

Mudar os lugares à mesa,
os arranjos, as flores, os enfeites,
comprar toalhas novas,
novos perfumes, também o sabonete...

Lençóis e fronhas, travesseiros,
os velhos tapetes,
também os quadros,
velhos retratos esquecidos nas gavetas,
os móveis, almofadas,
tudo!...

Não mais
aquele programa favorito,
não mais as mesmas músicas...
Ir e vir por outras ruas,
até comprar em lojas diferentes...

Dia após dia...
O tempo voa!
Você esquece.

De repente,
aquela vontade de reler o velho romance
perdido entre tantos na estante.
Abro as páginas
desbotadas
e um bilhete cai do passado:

“Te amo para sempre”.


Cleide Canton Garcia
num momento de fraqueza...
31 de agosto de 2002

®DireitosAutoraisReservados©
Proibida a cópia sem autorização da autora.

Esta poesia me foi gentilmente cedida pela querida amiga Poetisa Cleide Canton Garcia

Veja as obras da autora no site "Página Poética de Cleide Canton"

Envie esta mensagem para alguém especial!

É só clicar na imagem abaixo

 

Adicione "Paixão e Ternura" aos seus Favoritos

   

  

back

next

   

Página editada em 20/01/2003

Atualizada em  06/01/2006

PAIXÃO E TERNURA By Terê Paetê

Todos os direitos reservados. All rights reserved.

Graphics by Cathie Designs ©

http://www.paixaoeternura.com